quarta-feira, novembro 23, 2011

Alvarenga

Aqui há atrasado, noutra vida, noutra cidade, um outro eu decidiu abrandar a marcha de palas nos olhos e resolveu olhar para o retrovisor panorâmico antes de avançar, e dessa forma equipar-se com visão periférica para evitar voltar a cometer erros repetidos... mais do que isso, resolveu tentar conseguir pagar adiantado por erros que viesse mesmo assim a cometer no futuro, e dessa forma bancar numa espécie de amnistia para a eventualidade de voltar a errar outra vez, amnistia não só para si mesmo, mas para os outros também, para quando errassem contra si não ter que lhes cobrar por esses erros...
A ideia parece descabida, mas para mim fez todo o sentido aplica-la - constato-o - e os erros que vim a cometer (porque ninguém está isento), paguei-os muito mais facilmente, a valor residual...
O conceito de (re)agir adiantado ganhou forma na minha cabeça, e em certa medida na minha atitude. Extrapolar para outros domínios foi um tirinho.
Sempre professei uma certa satisfação em servir pratos frios, mas nunca me passou pela cabeça o gozo que me iria dar vingar-me por antecipação...
...provei o venêno no início do ano, ganhei imunidade, e agora estou-lhe a tomar o gosto!

2 passageiros clandestinos:

Blogger Smootha chamou a hospedeira e disse:

É o único pagamento em adiantado em que não somos nós quem sai mal servido.
Beijo grande

P.S.: Adorei o comment fora de tempo. "Bravo!"

12:04 PM  
Anonymous Deusa chamou a hospedeira e disse:

essa da vingança antecipada é brilhante, eu n era capaz

7:27 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit