quarta-feira, dezembro 08, 2004

A Ponte

.

Sobre as margens do rio

está a ponte imponente

ergue-se o metal frio

que me leva sempre em frente



Passo a ponte montado

num pàssaro negro azarado

e antes de chegar ao fim

o céu ri-se de mim...



A ponte é um canalha

leva-me para onde calha

como um porta aberta

leva-me sempre à certa



Mesmo abaixo da ponte

o Tejo é a minha fonte

de sabedoria e inspiração

um amigo do coração



Deixo lisboa para trás

para onde vou tanto faz

e pela ponte onde passo

penso nos versos que faço



Sou um louco a montar

no meu cavalo de metal

na Marginal junto ao mar

ou sobre a ponte infernal



Pela ponte passei, voei

sobre um barco e o Pescador

e em frente continuei

numa tarde de calor...

.

1 passageiros clandestinos:

Anonymous Nightwitx chamou a hospedeira e disse:

O Tejo também representa uma das minhas grandes inspirações. Ele sempre foi o meu verdadeiro companheiro nos bons momentos e nos momentos menos bons :)
Gostei muito.
Beijinho

10:35 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit