quinta-feira, setembro 30, 2004

Aconteça o que acontecer!

O que vai ser de ti quando o teu momento passar?

Quando o sorriso se esconder, nos cantos da boca já caídos, e as rugas não forem só marcas de expressão, o que vai ser de ti então? …e quando a beleza do teu corpo esmorecer, e deixares de ser para só parecer, o que vais tu fazer? O que vais ver em ti quando nada mais sobrar, nada para te orgulhar, e da beleza nem o ar? Quando o decote te cair, quem te irá aplaudir? Quem olhará para ti quando os teus olhos forem manchas sem cor, em pano velho lágrimas caídas de dor? …e quando os dias forem longos e pesarosos, como irás ultrapassar noites de fria solidão, sem ninguém para dar a mão? Quando a saudade for tão forte e te sufocar o coração, como vais levantar os olhos, arrastados pelo chão? …e quando a luz da manhã não se acender, o que vais poder fazer, sem o teu reflexo no espelho, só o vazio num caco velho? …e por quereres ser quem não és, a quem vais dar pontapés? …e quando te encontrares na solidão, longe do humor e boa disposição, das noites em claro e dos amantes de ocasião, como vais sorrir então?

Quem escolheu que fosse assim?
Quem te fez superficial?
Quem te faltou antes de mim?
Quem com sofrer te fez tão mal?

Mas não é tarde demais…

Tão bonita, de graça e cor
Mas alegremente condenada
A não ser forte e imune à dor
E a ter a visão enublada

Abandona os jogos e as ilusões, controla o orgulho e as presunções. Não precisas de vencer, os que só te querem bem, porque dessa vitória, não te sobra ninguém. Combate a tua insegurança e desenvolve a confiança. Deixa que olhem para ti, deixa que vejam o que eu vi. Não prives o mundo de ver, a pessoa bonita que podes ser.

4 passageiros clandestinos:

Anonymous Anonymous chamou a hospedeira e disse:

Tanto amor, tanta paixão e tanta dor.

12:30 PM  
Anonymous taninos chamou a hospedeira e disse:

Cada vez percebo menos. Mas gosto, gosto da fluidez das palavras, gosto dos sentidos delas, mas não parece possível. Aos olhos de quem te quiser serás sempre aquele sorriso e aquele olhar. Esses não envelhecem.Mas...apenas se nao te esconderes.Um herói será sempre um herói aos olhos de quem o ama.Porque te amam, pelos teus defeitos. Pelas virtudes...apenas te respeitam.

Há sempre um vinho que se descobre tarde...e evolui e ficou fantástico. Esse é o Petrus de alguem, quando o momento chegar. Primeiro tens que o deixar crescer na garrafa. Desenvolver aromas. Combinar sentidos. Quando a altura for certa. Ele pede para ser aberto. Ele respira e devolve-te a paciência. Os anos de espera, de angústia. De esperança.

Nem todos teremos "filixera"!!!!Esperemos!!

Continua!!!

11:55 PM  
Anonymous Anonymous chamou a hospedeira e disse:

Eu também não percebo o autor deste Blog... mas gosto de muitas das ideias que aqui tenho lido, vou recomenda-lo.

5:38 PM  
Anonymous Vasco chamou a hospedeira e disse:

Eu percebo, e sinto. Um abraço

1:50 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit