quinta-feira, novembro 08, 2012

Novembro... Bring it on!

A noção de "interferência" tem-se manifestado recentemente de uma forma algo... rastejante. Fruto da minha permissividade, admito-o, surge como o nevoeiro que emerge de um pantano, que aparece do nada sem contudo chegar a instalar-se no pleno do ar, apenas pairando em torno dos tornezelos, sem me deixar ver bem, a cada passo, em que piso ponho o pé... Fico de novo em alerta, torna-se um estado constante, um estado geral. Gostava mais quando o estado de alerta era uma opção voluntária, não sei se me agrada que seja agora, de novo, um fruto do instinto, ou algo assim, algo que me faz levar o estado de alerta muito mais a sério. No entanto, devo judiciosamente dizer que a minha vida se tornou serena e ponderada atrás da muralha, concedi pequenas derrotas ao permitir que se tenham instalado pequenas rotinas... questão de assegurar a continuidade em modo de... piloto automático.

0 passageiros clandestinos:

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit