quarta-feira, novembro 07, 2012

No comment

«O engenheiro José Sócrates será um dia avaliado nas páginas da história e, ao contrário do que as pessoas pensam, vai ser bem avaliado, porque os indicadores dirão que tudo estava a correr muito bem até à crise, e quando a crise eclodiu fomos traídos em termos internacionais por aquilo que aconteceu, e depois houve aquele acontecimento nefasto, o chumbo do PEC 4» (...) «O engenheiro José Sócrates não fez só coisas boas. Agora, pode ter a certeza que José Sócrates tinha a energia, que tentava passar ao país, para resistir às adversidades. Aliás, o país não lhe perdoou porque confiou até ao limite na capacidade de impedir que as adversidades acontecessem e depois sentiu-se como que desiludido quando elas aconteceram, mesmo sem responsabilidade de José Sócrates» (...)
(Sobre PSD/CDS) «A mesma insensatez que os levou a chumbar o PEC 4 é a mesma insensatez que trazem para o Governo» (...) «Percebeu-se bem nos primeiros meses que não sabiam ao que vinham e que o Governo não tem condições para funcionar, porque é demasiado curto e há pastas importantes que têm a dificuldade de os responsáveis não poderem estar atentos a tudo» (...) «este é o Governo da frustração nacional» (...) «o problema deste Governo é que como chegou sem preparação, passou ao experimentalismo e agora está desorientado. Portanto, dificilmente conseguirá encontrar o caminho»

Guilherme Pinto; Presidente C.M. Matosinhos, in Sol

1 passageiros clandestinos:

Blogger Henrique Mário Soares chamou a hospedeira e disse:

nem me admira nada que um dia ele se a PR e ganhe as eleições, tão esquecido é este nosso Povo.

4:16 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit