sexta-feira, agosto 10, 2012

Férias (continuação), Portugal profundo

Virago XV535
80.000Kms de viagens e aventuras.

Muda o local, muda o caminho, mas a estrada é sempre igual...
...o destino sempre mais perto.
Levo blusão de cabedal, tralhas nos dois alforges carregados, queimo gasolina de 98 octanas e junto-lhe a pinta-brava do costume. O vento na cara alimenta-me a alma. Cada local é uma memória, cada kilometro uma página de livro, cada tabuleta é um prenúncio de algo novo. Não uso mapa nem GPS que a estrada me leva sempre para onde quero ir... e traz-me de volta para onde quero ficar.
Obrigado Virago, nunca me deixaste ficar mal!

Sigo viagem

1 passageiros clandestinos:

Blogger nêspera chamou a hospedeira e disse:

Quando for grande, vou fazer uma viagem dessas: 'Não uso mapa nem GPS que a estrada me leva sempre para onde quero ir... e traz-me de volta para onde quero ficar.’

Boa viagem :)

2:19 AM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit