quinta-feira, setembro 20, 2007

Velas ao vento

Até tinha s sua graça, mas não tem graça nenhuma!
O vento sopra, forte ou fraco mas continua a soprar...
Venham ventos e marés, cá estamos, cá estaremos, sózinhos ou acompanhados, contra ventos e marés, sempre foi assim... Mas o filho da puta do vento é que não pára, não pára nem muda, nem faz a ponta de um corno... simplesmente limita-se a soprar do lado errado! Urgem tempos de mudança!

0 passageiros clandestinos:

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit