sexta-feira, março 18, 2005

Itinerário

Para quem perde tanto tempo a ler este blog como o tempo que eu perco a escrever nele não será novidade que fui vítima recentemente de uma lufada de ar fresco, uma interferência mágica, a melhor de todas as interferências. Dado adquirido e assimilado, convém lembrar que estas andanças do blog das Interferências Sensitivas tinham começado aqui há uns meses com um comentário num blog onde aterrei, depois um clik num link, e noutro e noutro e no nascimento do meu blog...
Passados uns meses e muitas palavras soltas o Invisible (eu, Francisco, para quem não teve oportunidade de acompanhar a escrita) cá está, "vivo e aos pontapés" (Alive & Kicking, LOL) e com umas ganas de se desforrar do Verão passado tão grandes que se não o (me) agarram vai tudo à frente!
Bom, entretanto, ao longo dos meses desenvolvi algo a que gosto de chamar "amizades virtuais": Uma muito querida aqui, uma elástica , uma pseudo-platónica e muito louca varrida, uma que aparece e desaparece ao sabor de uma certa loucura saudavel e tantas outras (ver links na coluna ao lado).
Aqui há uns dias surgiu a ideia de tomar um café com sabor a coragem... que medo, que ansiedade, que coisa esta a natureza humana que nos faz ter medo do desconhecido... Mas acabou por ser um café super divertido e até provocou reacções.
Assim, no seguimento da interferência de que falei no início, este fim de semana vamos a trás-os-montes, de caminho passamos por Coimbra para tomar um café académico com outra dessas amizades virtuais. Vai ser divertido e inesperado, tenho a certeza.
Bom fim de semana e desejo que se sintam todos tão bem dispostos como eu me sinto hoje.

PS: Aposto que julgaste que me tinha esquecido de ti ó terrorista preferida.

0 passageiros clandestinos:

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit