segunda-feira, outubro 25, 2004

Porque discutem as pessoas?

Nas relações entre as pessoas é natural existirem divergências. Estas divergências derivam essencialmente das diferenças individuais de cada pessoa (ou seja as características próprias de cada pessoa) que, ao se confrontarem, sem que haja um mínimo de tolerância de parte a parte, podem provocar discussões cegas, discussões onde ninguém tem toda a razão… …mas onde todos têm alguma razão. Enfim, discussões onde ninguém tem mais razão que ninguém.



Uma leitura que pode ser feita das razões que levam a que certas pessoas sejam mais propensas a discutir é a da força dos seus caracteres. Mais ainda que a força das suas convicções.

Esta característica humana, vulgarmente chamada de “Teimosia”, tem a propriedade de alterar o comportamento das pessoas que dela sofrem, a ponto de lhes moldar inclusive a forma como exteriorizam as suas filosofias de vida, levando-as por vezes a assumir certos propósitos que, por teimosia, as fazem entrar num círculo vicioso de intransigência contra os outros, e mesmo para contra a sua própria natureza (sim, contra os seus instintos!).

1 passageiros clandestinos:

Anonymous Nightwitx chamou a hospedeira e disse:

É provavel então que eu tenha uma dessas personalidades fortes..
Pelo menos a minha psiquiatra diz o mesmo que tu, eu sou a minha própria inimiga. E sim é verdade, em confronto com um certo gabiru (de um blog que ambos frequentamos) entrava numa dimensão que não sei bem qual era.
Também era porque eu não me vergava aos argumentos de força dele, por isso ele teve de optar pela força de argumentos.
Mas seja como for. Eu assumo o que sou.
Muito teimosa e quando quero alguma coisa não desisto facilmente. A menos que venha mais alguém com a força de argumentos :P

1:30 AM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit