terça-feira, julho 22, 2008

Coração de Leão

Alguém do meu grupo de contactos de MSN Messenger (que eu nem conheço pessoalmente) tem um nick muito interessante:
"A inteligência é o único meio que possuimos para dominar os nossos instintos"
Concordo tanto como discordo.
Concordo porque no limite, para quem o instinto se afigura como um bicho de sete cabeças que não se consegue controlar, só sobra mesmo algo a que alguns chamam inteligência e é apenas isso que lhes sobra para conseguirem lidar com a vida.
Pessoalmente gosto de pensar que sou um tipo equilibrado, sou inteligente mas também sou instintivo, e às vezes até demais (para mal dos meus pecados). Por vezes constato que o instinto é que tem razão, e os atropelos que faço à inteligência para fazer prevalecer um dado instinto acabam por se verificar a melhor opção. Isto naturalmente não é uma regra, prezo muito o meu lado racional e aplico sempre uma dose de inteligência na minha conduta, mas acontece com relativa frequência ser o instinto a mandar mais.
Contudo tenho bastante respeito por quem (só) consegue atropelar os seus instintos (e emoções, sentimentos, etc...) de forma calculista e racional (chama-se-lhe inteligência se se quiser). Respeito pessoas assim tanto quanto respeito um eventual inimigo, ou seja, exerço extrema cautela com essas pessoas.
...e porquê?
Porque a experiência me diz que pessoas com esse tipo de conduta geralmente vestem pele de cordeiro!

0 passageiros clandestinos:

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit