quinta-feira, fevereiro 03, 2005

O teu Post é o meu Post

Eu blog, me confesso.



Já existo há três anos mas com muitas interrupções. Apenas 14 meses de escrita. Uns 262 posts se não me falham as contas. Confesso que em 2004 a vontade esmoreceu um pouco e Rantanplan tornou-se preguiçoso. Isto não é fácil, eu sei...todos os dias novas ideias. Por vezes, abrir o coração ao pontapé e até à chaga. Sim, o problema é da chaga, mas não essa chaga. Estou a falar da chaga do Rantanplan que não dá corda à caneta. O que seria de se esperar de um indivíduo com nome de cão estúpido? Antes Jolly Jumper.



No início eram rosas. Ou era o verbo? Não... eram rosas sim senhor. Eu era feliz. Sempre coisas para dizer. Letras para carregar com orgulho e às vezes sem orgulho nenhum. Depois veio a solidão. Rantanplan abandonou-me quase por completo. O gajo quase desitiu. Até deixou de pagar a anuidade de 2004. Sim porque eu sou a pagar. Mal de mim se o fornecedor não lhe bate à porta, seu caloteiro de merda. Quase vacilo nesta amargura. Agora de repente...por causa de uma Interferência Sensitiva, eu sinto-me renascer. Levantei-me das cinzas, caminhei por elas como uma salamandra humana, abri as portas da ansiedade, fechei as da solidão e sinto-me vivo novamente. Rantanplan voltou. Antes fosse outro qualquer, mas o que posso fazer? o que interessa são as letras, mesmo que desordenadas e descompassadas.



* February 2005 (1)

* January 2005 (11)

* December 2004 (1)

* June 2004 (1)

* May 2004 (2)

* April 2004 (6)

* March 2004 (6)

* February 2004 (12)

* January 2004 (38)

* December 2003 (26)

* November 2003 (32)

* October 2003 (33)

* September 2003 (46)

* August 2003 (47)



em Janeiro renasci timidamente e voltei a ter posts que se vejam. Ou melhor que se leiam. Ou melhor...que ocupem espaço algures num servidor na Marinha Grande. É onde estou...acho eu. Ou será Leiria?



Rantanplan passou-se e voltou ao teclado. Lavou-me a cara, fez-me uns retoques de cosmética, pois a essência, ou a falta dela, são as mesmas. Deu-lhe gás e voltou em glória.Mas o mais importante não foi isso. O melhor de tudo foram os comentários. Finalmente vão poder responder, opinar, interferir (como se faz por aí), gargalhar, vomitar, engasgar, engavetar, transbordar, sonhar, reflectir, concluir, atabalhoar, mentir , sonhar mais ainda, corrigir, desorientar, confundir, acabar, começar, sentir...e começar a sentir.



Escrever. Vão poder escrever. Afinal o X da escrita é mesmo isso. São a escrita+o xis. O xis é a variável que assume qualquer valor e que não tem identidade. O X é qualquer um de vocês.Agora opinem por favor que o Rantanplan deixou de olhar o umbigo e eu Blog, confesso que, agora, sou universal.



RanTanPlan


5 passageiros clandestinos:

Anonymous Pecola chamou a hospedeira e disse:

Para quem não tem identidade tens mostrado muito de ti no teu blog... :P

8:26 PM  
Anonymous Å®t Øf £övë chamou a hospedeira e disse:

E viva a democracia......podemos mesmo dizer tudo o que nos der na real gana?
Abraço.

1:09 AM  
Anonymous ana chamou a hospedeira e disse:

neste caso, eu também sou X.

12:32 PM  
Anonymous Rantanplan chamou a hospedeira e disse:

Fico feliz por aceitarem o meu X (olha! rimou!)
Invisible: colocaste o url geral. O link directo para o post é o http://www.escritaxis.com/b2evolution/blogs/index.php?title=de_cara_lavada&more=1&c=1&tb=1&pb=1

um abraço,
Ran

4:48 PM  
Anonymous Invisible chamou a hospedeira e disse:

Pois, foi de propósito, por isso é que copiei o post para aqui ;)
O link foi para o resto da Escrita (X)!

5:52 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit