segunda-feira, agosto 08, 2011

Closure

Sou um homem pacifico, nem sempre fui, mas tornei-me assim, e gosto, mas também sou genuino e se há coisa que não gosto é de situações mal resolvidas, mesmo que unilaterais, não costumo deixar assuntos por resolver, assumo todas as minhas acções, mesmo as que faço inadvertidamente, e sou tanto ou mais exigente nessa matéria com os outros como sou comigo próprio, no assumir. Torno-me quase um predador. Para quem tenha duvidas ou receios, saber assumir, estar presente, dar a cara, no minímo constroi o caracter pessoal, no limite poupa potenciais dissabores...
Estou de novo numa encruzilhada na minha vida, tenho várias opções, variaveis conhecidas e desconhecidas, a antecipação do meu percurso profissional faz-me abusar dos ansioliticos, a minha vida emocional está em suspenso, a estupidez (a que me expuz) fez-me voltar a fumar outra vez e isto no momento em que estou melhor em forma desde há anos - um mal necessario - e a incerteza até parece que anda a mamar esteroides!
Mas determinação, essa, está inabalavel.
Tenho um assunto para resolver, algo a dizer, a explicar, a ensinar, ouvir o que tiverem para me dizer, pouco mais que isso, e os meus propósitos são incontornaveis, tarda mas não falta, num formato agora mais conveniente e civilizado (vale-me o traquejo, a paciência, a condescendência e as costas largas), mas agora é mesmo assim, incontornavel (que a palavra faça eco!)
Ando há 2 anos a adiar (paguei caro por ter adiado), e ando por isso há 2 anos a conviver com imaturidade e teimosia obtusa, lido diariamente com políticas de comportamento oscilante consoante sopra o vento, sujeito-me a sistematicos sacudires de agua do capote, a falsidades e jogadas de bastidores, a acusações infundadas, a mentiras disfarçadas de omissões , a inconsequência, e até a traição na pior das formas: na infiel, desleal e cobarde delapidação do que devia ser a tão proclamada amizade, o assassinato/suicidio de um sonho.
-Basta!

6 passageiros clandestinos:

Blogger Piloto Automatico chamou a hospedeira e disse:

...e se alguém se sentir visado, Nota: Não são insultos, são adjectivos!

8:54 AM  
Blogger Iris Restolho chamou a hospedeira e disse:

Que posso eu dizer?! Apenas que tenhas muito cuidado, pois é na altura das tomadas decisões que temos tndência para chegar a extremismos que mais tarde nos surgem como absurdos e que nos fazem arrepender. Não de termos tomado as atitudes (pois mais vale pecar por fazer do que por ficar parado), mas sim poque tomamos conciência de que poderíamos ter levado o barco por outras correntes.

Agora torna-se imperativo deixar de pensar nos outros, e começarmos a ser cada vez mais, pouco a pouco, mais "Self Conscience"; "Selfish". Não querendo o mal de quem nos rodeia, ou tomando atitudes que os prejudiquem, mas sim tomando atitudes que são as melhores para nós, pois em última instância, eles farão o mesmo.

Abraço e que tudo corra pelo melhor.

9:13 AM  
Blogger Smootha chamou a hospedeira e disse:

Acho que quem (realmente) te conhece, sabe que são adjectivos...
Gosto de traçado do plano e espero que o concretizes. Quanto mais não seja, pela tua sanidade mental e paz de espírito.
Já mereces qualquer coisita nesses campos.

Beijo do tamanho da Lua

4:04 PM  
Blogger Piloto Automatico chamou a hospedeira e disse:

Iris, minha cara coincidente (ainda hoje quando penso na nossa cena fico de boca aberta).
Agradeço as palavras, sei de onde vêm :)
Acredita que por mais tempestuosas que sejam as àguas, não sou capitão de afundar (com) o navio.

Smootha, tu conheces-me não é verdade? É verdade que tenho vivido momentos contorbados, mas a minha sanidade mental está tip top (lembras-te quando nos conhecemos? achaste-me algum louco? e lembras-te da fase da minha vida?) Ora ora

Piloto: Tens que parar de comentar no teu proprio blog meu, parece mal...
(faz adendas)

10:33 AM  
Blogger nina chamou a hospedeira e disse:

Espero sinceramente que consigas ultrapassar essa fase menos boa! Afinal como eu costumo dizer: tudo passa, tudo flui como um vôo de libélula numa tarde de verão!
Um Beijo estrelar

2:10 PM  
Blogger Piloto Automatico chamou a hospedeira e disse:

Efectivamente Nina, minha estimada cumplice, "tudo" passa porque é essa a lei do tempo, mas a memória, ao contrário da vida, é intemporal. Algumas coisas eu gosto de dar uma ajudinha ao relógio e fazê-las passar mais depressa, e ganhar assim tempo de vida (porque memórias já eu tenho).

2:38 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit