quinta-feira, abril 07, 2011

O comentário tornado desabafo

Não consigo colocar noções básicas de macroeconomia no mesmo saco com a esgrima de argumentos políticos populistas. Apurar culpas é para quem não sabe fazer melhor. O que digo é que Portugal chegou a esta situação primordialmente por inaptidão do tecido empresarial e da iniciativa privada - dos portugueses - que persistentemente falharam no crescimento economico, no equilíbrio da balança comercial e no aumento do PIB. Falharam mesmo com mais de 30 anos de ferramentas administrativas, fiscais e financeiras perfeitamente sustentadas, e que foram postas à disposição pelos sucessivos governos para desenvolver o país... mas não, o Tuga do pós-25 de Abril é calão, preguiçoso, umbiguista, despido de orgulho, materialista e subserviente da ordem establecida. Sabe acusar os outros de não fazer o deles, mas depois só gosta de coçar a barriga, de venha a nós o vosso reino, de comprar o que quer ter sem ter que produzir para o poder pagar, e de ainda viver encostado ao Estado previdente, é que é essa, o resto é campanha política, e nem aí o Tuga é esperto, porque fica em casa no dia das eleições, e depois admira-se por ter que baixar as calcinhas ao FMI, e ainda acha que lhe estão a fazer um favor!

2 passageiros clandestinos:

Blogger nina chamou a hospedeira e disse:

200% de acordo contigo. É exactamente o retrato fiel do tipo tuga/zé povinho...

11:41 PM  
Blogger Henrique Mário Soares chamou a hospedeira e disse:

Assino por baixo tudo o que escreveste Amigo. Realmente somos um povo que não aprende com os erros. Bom seria este pedaço de terra virar "Jangada" (de pedra) e ir à deriva até a América Latina, aí talvez nos identificásse-mos com os povos que por lá habitam. Por vezes dou comigo a olhar para as pessoas e a sentir vergonha/raiva de grande parte da nossa população. Felizmente ainda existe gente que tem a coragem de dizer as verdades e tu Patricio és uma delas.
Parabéns por mais esta excelente reflexão.
Um abraço

10:24 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit