sexta-feira, outubro 20, 2006

Fod@-se

Alguém me disse um dia para não me acanhar se sentir necessidade de dizer um palavrão porque não há nada como "o poder libertador de um Foda-se..." Acho graça à alegoria desta expressão, mas há coisas muito mais libertadoras.
Neste momento o Senhor Sting numa gravação ao vivo, a chuva lá fora, a Virago na garagem, o cheiro que ela deixou na cama... tudo isto dá-me vontade sair à rua e enfrentar o dia sem mêdo!
Mas se tudo isto falhasse, um mero "Foda-se" não seria suficientemente libertador, eu sou mais do género elaborado:
"Ahhh... foda-se, caralho, filhos da puta, 'tá-me tudo a querer foder! Cabrões de merda meu, pode ser que se fodam ò Caralho, Puta que os pariu a todos!"

1 passageiros clandestinos:

Blogger Dora chamou a hospedeira e disse:

Como concordo contigo...um foda-se na altura certa, sabe tão bem:

- quando nos aleijamos
- quando nos vimos
- quando estamos chateados
- quando o cabrão da frente não sabe conduzir
- quando desligamos o telefone na cara a alguém
- quando estamos nas lonas

11:58 AM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit