quarta-feira, junho 29, 2005

Adeus Papá...

Hoje podia escrever sobre ontem
Escrever até já ser amanhã.
Podia escrever para sempre…
Sobre os vivos
Sobre os mortos
Sobre mim
Sobre o mundo.
Sobre a puta da vida
E sobre a Morte
Image hosted by Photobucket.com
Ontem vi o meu Pai.
Olhei-o nos olhos que já não me vêem
Toquei-lhe com a voz que não me ouve
Senti a ausência perto de mim
Fiz-lhe a última vontade
Ontem desenterrei a saudade
E enterrei o meu Pai outra vez.

Em memória de
Amadeu Eduardo Guedes de Amorim (1927 - 1991)
Escrito no dia seguinte à transladação das suas ossadas da campa para a vala comum, conforme era sua vontade.

4 passageiros clandestinos:

Anonymous Hunt and Fish chamou a hospedeira e disse:

Want more clicks to your Adsense Ads on your Blog?

Then you have to check out my blog. I have found a FREE and Legitimate way that will increase your earnings.

Come Check us out. How to Boost Your AdSense Revenue

8:17 PM  
Anonymous Cientista chamou a hospedeira e disse:

Um beijo... sem mais palavras.

3:23 PM  
Anonymous nofollow chamou a hospedeira e disse:

Dear administrator:

Some of our comments above may include links that are no longer valid or that do not have a nofollow value. They might very well lead you today to a third party. Therefore,
I ask you, if you would be so kind, to please delete or disregard those
comments.

Many thanks and best wishes,

Iza, Roberto Iza

Muy Señores Míos:

Algunos de nuestros comentarios incluyen vínculos rotos que bien pudieran llevar hoy a una tercera persona. Por tanto, le rogamos, por favor, que los deseche o desestime.

Gracias y recuerdos

Iza, Roberto Iza

6:49 PM  
Blogger Patrícia chamou a hospedeira e disse:

Não digas adeus. Ele está em ti, sempre. E um dia (sim, eu acredito) irás voltar aos seus braços.

Beijo

(calling in ten minutes, OK?)

11:02 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit