quinta-feira, março 24, 2005

Escrevi isto ontem

Roubaram-me a antena do carro, mas como tenho andado a ouvir CDs não tinha dado conta até terem assassinado os tais bófias na Amadora, liguei a TSF mas só apanhei “interferências” e rádios locais… por isso digo, nunca gostei dos Queen, para além das excelentes bandas sonoras dos filmes "Flash Gordon" e "Highlander - Duelo Imortal" só há uma ou outra guitarrada do Brian May que se aproveitam, o resto é musica de telenovela para encher o saco. Tragam-me o David Guilmore (Pink Floyd)!!! Contudo, a propósito da música "Under Pressure" (Dueto do F. Mercury com o fantástico David Bowie) que vinha a passar na Maior FM (Rádio local de Rio Maior) quando eu vinha do almoço, ocorreu-me que, como a minha namorada diz (ah... pois é, passou de "relacionada" a "namorada"), nada acontece por acaso: Conforme eu tinha postado aqui há dias, tenho o trabalho atrasadíssimo, não, mais do que isso, tipo, se não me aprumo vou-me tornar numa estatística.
Ora a pressão acentua-se.
De repente viajei para os meus tempos de estudante, quando por não estudar mais do que na véspera de exames não tinha aparentemente nada a perder a não ser... o meu futuro!
Cá estamos, vem-me à cabeça a música "History Repeating" onde a Shirley Basey dá voz aos "PropelerHeads". A história repete-se e sinto-me sobre pressão, e não é que um pouco disso foi o suficiente para espevitar a palhinha?
Director de quê? De emprego precário!...e o filho da puta do Euromilhões insiste em sair aos outros (Acho que não devia ter bebido aquele 4º whiskey).
Amanhã é sexta-feira (é como se fosse), como costume baldo-me da parte da tarde e se não acontecerem mais precaussos vou seguir o itinerário que estava destinado no fim-de-semana passado.
Assim, caso amanhã eu não tenha tempo de fazer um post aqui fica a minha marca até segunda-feira. De resto só me ocorre dizer que me sinto um perfeito idiota, que tudo me aparece de mão beijada à frente e eu parece que faço de propósito para complicar a minha vida.
Quero escrever sobre as tantas coisas que quero fazer e nada parece fluir, nada mais do que fragmentos de ideias baralhadas e sentimentos tão intensos que por estarem tão desordenados ainda fazem interferência nas minhas ligações neurais. Felizmente já tenho um telefone na minha nova mesa no meu novo gaminete (hehehe). Ext:106 ao serviço do mundo… de pouco me adianta porque por qualquer motivo acordei com asma, e tenho 2 telemóveis que me pediram para desbloquear e não consigo encontrar aquele programa de desbloquear telemóveis que o Zé Alex me tinha enviado. Por isso vou salvar este texto para futura referência e vou buscar um café à contabilidade para ter pretexto para fumar um cigarro… é que tenho uma foto fantástica para postar mas só o quero fazer amanhã.

0 passageiros clandestinos:

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit