terça-feira, janeiro 03, 2012

Da coerência interior

As expressões "velocidade de cruzeiro" e "piloto automatico" continuam a fazer todo o sentido.

7 passageiros clandestinos:

Blogger nina chamou a hospedeira e disse:

Só podia ser, uma vez que o controlador de velocidade de cruzeiro ou controle automático de velocidade, é
um sistema ... também conhecido, (de forma imprecisa), por piloto automático!

4:42 PM  
Blogger nêspera chamou a hospedeira e disse:

Hummm... tenho que ver este Velocidade de Cruzeiro com atenção! Mesmo com bolinha vermelha ;D

Vá lá, deixa-me adivinhar... foste ter ao Era uma vez uma nêspera através do HOCOKA ;)

Costela transmontana??? De onde? Com um pouco de sorte, ainda somos primos ou primos dos primos ou primos dos primos dos primos :D

Vou explorar o teu blog.
Bjis :)

5:07 PM  
Blogger nêspera chamou a hospedeira e disse:

Lembraste disto ou sou eu que já vou velhota?

http://eraumavezumanespera.blogspot.com/2011/01/olha.html

Não sou propriamente marillionada, mas também gosto de Marillion :)

5:17 PM  
Blogger Piloto Automatico chamou a hospedeira e disse:

Nina: "de forma imprecisa", adorei o toque, a subtileza e incidência pertinente dos teus apartes chamou a minha atenção desde que te conheço as palavras.
A velocidade de cruzeiro é sem dúvida um sistema, e como todos os sistemas funciona num padrão de regras, predefinidas, mas nunca hereméticas em sí, como sabes.
O piloto automatico será porventura a designação de controlo de estabilidade e constância inerente à velocidade de cruzeiro (mas tudo isto é académico: Em frente é o caminho à velocidade que eu quiser)
Bjs
F

Nêspera: Não foi directamente via Hocoka, mas o que importa é que fui lá ter...
Misturares Marillion e Simple Minds no mesmo comentário é o mesmo que me perguntares se prefiro açucar em pacotinho ou em torrão. Ambos são doces, o efeito é o mesmo e o formato é só um pormenor (Os Simple MInds iniciam a tournée 5x5 a 14 de Fevereiro no Coliseu de Lisboa, onde só tocam músicas dos primeiros 5 albuns (79 a 82), de onde saiu o fabuloso "Empires and Dance".
Subliminar forma de establecer um paralelo de idades ;-)
Concelho de Alijó, terra do Moscatel com sabor a mel, e se conheces a obra de Miguel Torga, uma aldeia entre o Tua e o Tinhela.
Bjs
F

9:07 PM  
Blogger Piloto Automatico chamou a hospedeira e disse:

Ops... bacorada monumental!
Algo não me estava a soar bem.

"(...) Entre o Tua e o Tinhela, pôr cinco fartas léguas, todo o torrão lhe pagava foro. E cerrados pinheirais seus negrejavam desde Arga até ao mar de âncora(...)"

D"A cidade e as serras", de Eça e não de Torga.
My bad

9:17 PM  
Blogger nêspera chamou a hospedeira e disse:

:)
Afinal, não somos primos... As minhas costelas são do Nordeste!

No entanto, passei em Alijó muitas vezes para seguir para o Porto (via Pópulo), quando trabalhei em Carrazeda de Ansiães.

E havia um cruzamento em que me enganava sempre. Aproveitava e tomava um café numa pastelaria que tinha um espelho enorme. Se calhar fazia de propósito... Já foi há muito tempo ;)

Ops... e a calinada que eu mandei!!! Lembras-te???? Sim, lembras-te da calinada que eu mandei??? Lembras, pois lembras??? Claro que lembras!!! :D :D :D
Bjis :)

9:49 PM  
Anonymous Anônimo chamou a hospedeira e disse:

"Em frente é o caminho à velocidade que eu quiser",deduzo eu que dependente da visibilidade/curvas/conhecimento da estrada, no fundo uma velocidade em que te "sintas" em segurança e sem prejudicar demasiado o trânsito (coerência interior ou bem-estar (dependendo do estado de espirito e das condições disponíveis?) :)

Bjos
Nina

4:00 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit