terça-feira, maio 17, 2011

tic tac, tic tac, tic tac...

Parte do custo de protelar a resolução de certos assuntos pendentes é que quando se deixa passar a fase do racional de forma inerte, seja porque não se quiz dar mais importância às coisas do que a importância que elas têm, ou seja porque pura e simplesmente se baixou as guardas a navegar numa maré de respeito e de confiança cega, a realidade é que por vezes, por inação, deixa-se inadvertidamente que se instale uma certa permissividade, uma porta entreaberta à intromissão, e quando se dá conta repara-se que afinal nos têm andado a tentar morder os calcanhares, a interferir gratuita e inconsequentemente com vidas alheias (!), exibindo-se para o efeito pouco mais do que uma qualquer faceta rasteirinha, que se manifesta à distância, e que sob o disfarce traiçoeiro de que se pretende nobremente alimentar uma dita inadiavel necessidade de amizade, se está simplesmente a cultivar interesses próprios, inqualificaveis. Mas sim, é nessa altura que se torna praticamente inviavel apelar ao racional, e tal como já o demonstrou a nossa experiência de vida - tantas vezes - esses tais assuntos pendentes face aos quais se condescendeu e se adiou, tendem então a furtar-se facilmente à resolução por via diplomática, e, com mais ou menos a perder no processo, já muito dificilmente se conseguirão resolver (vontade houvesse), a não ser de uma de duas maneiras: Ou ao estalo atinado, ou com biqueiros na boca...
...e eu então ando-lhe cá com uma puta duma sede!

4 passageiros clandestinos:

Blogger I. chamou a hospedeira e disse:

Chinapai, tão nervoso. Ultimamente, por muito que me apeteça correr algumas pessoas ao estalo, fico-me zen e viro as costas. às vezes é o melhor ;)

4:13 PM  
Anonymous Anônimo chamou a hospedeira e disse:

Também contigo quando transbordas vai tudo à frente Mister F

7:26 PM  
Anonymous Anônimo chamou a hospedeira e disse:

manda tudo ao ar, pendentes é que não está a dar
J.A.

2:11 PM  
Blogger Piloto Automatico chamou a hospedeira e disse:

I: Adoro essa tecnica, é-me recorrente.

Anonimo: Depende, regra geral sou superiormente pacifico, mas confesso que há certas "cenas" requintadas que devolvo com troco e gorjeta!

Jonas: Pendentes nunca, tudo resolvidinho, ninguém se ri depois de mim!

8:15 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit