segunda-feira, dezembro 08, 2008

Coincidências e reticências

Não sei se é o frio que me atrai…
A paisagem definitivamente tem um efeito sobre mim, mas também, a paisagem tem sempre um efeito sobre mim, seja lá onde for. Não sei se é o frio ou se é o calor, os 3 mêses de inferno pesam tanto como os 9 de Inverno. Algo me atrai, algo me chama, algo que transcende a minha compreenção mas a que obedeço, quase cegamente, por instinto. O frio. O ar. A paisagem… Um chamamento qualquer, meia duzia de costelas incrustradas no meu peito. Não sei se sou do Norte ou da Cidade, se vou ou se venho ou se fico onde estou. Ás vezes perco-me em quem sou.
Fiz mais uma viagem, a mesma estrada, a mesma paisagem, uma companhia descomprometida, extrovertida e divertida. Um pequeno prazer que me permito, que não combato nem afasto nem repugno com a minha maneira de ser. Uma presença para me distrair de mim próprio. A estrada torna-se violenta a cada quilometro, cada curva é uma memória, cada tabuleta uma tortura que ninguém vê. Já o disse antes, quando se partilha tudo o que se tem, não sobra nada, nada a que se possa chamar seu, nada que seja só meu! Obrigado amiga, por me escolheres para te ouvir e por consentires que fique calado ao teu lado tendo tanto para dizer e sem o conseguir fazer. Entretive-me a ouvir-te para me distrair de sentir que o meu peito está prestes a explodir. Obrigado amiga, pela tua boa disposição e pela sandes de presunto na aldeia do Sabugueiro. Obrigado pela neve e pela disponibilidade para me acompanhares em todas as escalas não programadas.

Fica-te bem o ar cansado...

2 passageiros clandestinos:

Blogger taninos chamou a hospedeira e disse:

Obrigado Amigo!Fiquei comovida com as tuas palavras quase tanto como me comove a tua disponibilidade e entrega. Um dia F, nós chegaremos lá!!
beijo

10:52 PM  
Blogger laura chamou a hospedeira e disse:

mas que belos barretes! :))))

1:20 AM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit