segunda-feira, maio 08, 2006

Quando a Terra parou de girar

Interrompi tudo o que estava a fazer,
Parei,
De repente
E tudo o que ainda não tinha feito
Ficou ainda por fazer.
Interrompi o cigarro e esmaguei-o no cinzeiro,
Carreguei no pause do CD,
Arranquei o fio ao telefone
E parei o programa da máquina de lavar.
Interrompi o noticiário em directo,
Fechei o livro,
Formatei o disco
Larguei o garfo
Pousei o copo
E desliguei o quadro da luz.
Parei, escutei e olhei
E saltei do 3º andar
Sustive a respiração
Abrandei o ritmo cardiaco
Perdi a conta à pulsação
Saí à rua
Estacionei em contra-mão
Cortei o trânsito,
Desviei o Rio
E até desviava um avião
Soprei ao vento,
Apaguei o Sol
Parei o tempo
Interrompi a História
E parei aqui
Para te dizer
Assim
Enquanto o mundo não gira outra vez
Que eu também te amo
Porque ao contrário do Mundo
Tu
Nunca páras de mo dizer.

2 passageiros clandestinos:

Anonymous Anonymous chamou a hospedeira e disse:

What a great site » »

12:15 PM  
Anonymous Anonymous chamou a hospedeira e disse:

What a great site »

4:05 PM  

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit