quinta-feira, junho 09, 2005

Voto de confiança

Caro Sr Primeiro Ministro,

Como sabe o voto é secreto. Mas não saberá se calhar que eu me estou nas tintas para esse secretismo da democracia.
Votei em si, afirmo-o.
Ao fazê-lo, tal como milhares de outros eleitores, dei-lhe o voto de confiança maior que o Sr. Primeiro Ministro alguma vez terá na vida.
Passados 3 meses do início do seu mandato, constato que o seu executivo se encontra empenhado nas suas funções, que confére grande parte do seu tempo a encontrar soluções para que os pressupostos do PEC sejam garantidos e que o déficite das contas públicas do Estado reencontre em 2008 (- SÓ ?!) um indice abaixo dos 3%.
Constato ainda o que era previsivel e em certa medida inevitavel, que para re-equilibrar essa conta se tenha visto forçado a aumentar a carga fiscal indirecta (IVA) dos Portugueses.
Este esforço que nos pede agora calha em muito má altura meu amigo, pelo menos para mim.
Votei em si e dei-lhe o meu voto de confiança. Continuarei a fazê-lo pois acredito que se passados apenas 3 meses da sua eleição eu começasse a atacar gratuitamente as suas medidads politicas seria tão hipócrita como os que hoje por aí escrevem sobre si, tanto à Esquerda como à Direita, mas ficarei atento.
Confio em si, farei mais este esforço pelo bem de todos nós, não me desiluda por favor.

Respeitosamente

FGA
.

0 passageiros clandestinos:

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit