sexta-feira, maio 06, 2005

Vontade de escrever

Image hosted by Photobucket.com

Apetece-me escrever
Deixar a escrita voar
Escrever palavras já lidas
Poema escrito a dizer
Que escrever é como amar
Que a escrita me fecha as feridas

O sangue faz-se caneta
Tinteiro perpétuo em mim
Que a mão está agarrada
À pena que é baioneta
Pois só sei escrever assim
Palavras à desgarrada

Gostava de escrever bem
De escrever palavras com vida
Mas se a vida se faz dor
Eu escrevo o nome de alguém
Palavra que me é querida
E da escrita faço amor

Não sei se é bom ou mau
Se é causa ou solução
Mas é vontade de escrever
Escrever na areia com um pau
Gravar um nome no coração
Deixa-lo lá até morrer

0 passageiros clandestinos:

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit