quinta-feira, abril 21, 2005

Arruaceiro

Hoje acordei atravessado, há dias assim, em que tudo parece conjecturar espontaneamente para me dificultar a vida. Mas como já disse uma vez, gosto disto, gosto de me sentir fodido com o mundo, gosto disso porque me faz reagir em contra-medida.

Logo cedo houve uma inundação no prédio da casa onde dormi, tive que saltitar no mármore encharcado para não salpicar o fato. Cinco minutos depois apercebi-me que não tinha dinheiro comigo para pagar o café que já tinha bebido e ainda por cima o jornal não estava disponível.
Depois lá segui por aquele atalho que me faz ganhar 10 Kms sem ter que passar na A1, a meio caminho tive que voltar para trás por causa de umas obras que algum idiota incompetente não se lembrou de sinalizar para informar que a estrada estava cortada. Apanhei trânsito na A1 e cheguei ao trabalho mais atrasado do que tinha planeado.
São 11h da manhã, o dia ainda nem vai a meio...

Está-me a apetecer fazer estrilho, vou ter que me controlar.

0 passageiros clandestinos:

Chamar a hospedeira para Postar um comentário

<< Regressar ao cockpit